Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

Superlotação no tanque e seus riscos

A superlotação nos tanques é uma dificuldade enfrentada pela maior parte dos piscicultores.

Em tanques de rede ou escavados o obstáculo é o mesmo: depender da taxa de sobrevivência, do nível de crescimento e da diferença de características da espécie.

A falta de oxigênio é um agravante para a sobrevivência dos peixes, principalmente se relacionada à poluição produzida pelo ser humano.

O excesso ou a ausência de alimentos também são apontados como causas.

Assim como a alteração do PH, a limpeza e a temperatura.

Além dos problemas nos tanques, outras causas

A mistura de peixes no mesmo local pode trazer consequências negativas. Tornam-se frequentes brigas e agressões entre raças diferentes nesses casos.

Outro ponto é a concentração de algas que produzem toxinas no ambiente de criação. Elas prejudicam o desenvolvimento dos peixes.

Opções de cultivo

Semi-intensivo

Criação em água da propriedade, como viveiros de barragem.

Geralmente, o criador contribui com o melhoramento do ambiente e oferece aos peixes alimentos da propriedade: frutas, farelos e verduras.

A taxa é de 3 a 5 peixes por m²

Intensivo

São os viveiros projetados com sistema de abastecimento e escoamento.

Para que os peixes aumentem, utiliza-se a fertilização e a ração balanceada.

A qualidade deve ser monitorada por equipamentos e a água renovada

A taxa é de 10.000 a 15.000 kg de peixe por hectare/ano

Superintensivo

Realizada em tanques-rede. Invista no seu negócio com tanques-rede de qualidade e evite prejuízos.

Deve ser criada apenas uma espécie em grande quantidade.

Recomenda-se esse tipo de cultivo para criadores que desejam investir no mercado.

Um exemplo de peixe procurado para esse tipo de comercialização é a tilápia.

A água deve ser bem oxigenada e limpa.

A alimentação precisa ser balanceada e controlada com o uso de ração.

A taxa varia, mas estima-se de 60 a 120 kg/m³

Gostou das nossas dicas? Continue lendo como trabalhar com piscicultura.