Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Mercado

Tanque em lona ajuda piscicultores a economizar

tanque em lona

Desde que a piscicultura começou a crescer, também aumentou a procura por tanque em lona. A criação de peixes nessas condições é bastante rentável, já que esse tipo de tanque permite um ciclo de reprodução muito mais rápido, devido ao constante processo de aeração. Além disso, a água pode ser reutilizada para nutrição do solo.

A proposta da criação  com a lona (Apesar de ser amplamente conhecida como lona para piscicultura, o nome técnico desse material é geomembrana. Esse material é utilizado especialmente para o revestimento de tanques e viveiros escavados, já que se adaptam com facilidade às condições em que essas criações são instaladas).é ter uma reprodução muito mais eficiente com custo semelhante ao do tanque de terra, indicado para criação de peixes como tilápia, pacu e pirarucu. Continue a leitura para aprender mais sobre as vantagens do tanque em lona!

Vinitank da Sansuy
Clique e conheça o Vinitank da Sansuy!

Vantagens do tanque em lona

Entre os benefícios deste método, destacam-se os seguintes:

  • não acumula matéria orgânica, como os tanques diretamente escavados no solo. Ou seja, não tem parasitas;
  • apresenta um ótimo custo-benefício;
  • ciclo de reprodução é muito reduzido, comparado aos outros métodos;
  • um tanque em lona pode facilmente ser construído em uma área adequada ao espaço disponível;
  • a água pode ser reaproveitada para adubação após o uso, por conter nutrientes;
  • a impermeabilização do solo é total, evitando a perda dos nutrientes;
  • pelo fato de a lona ser 100% impermeável, o solo não entra em contato com a água e se mantém firme, reduzindo as chances de desmoronamento de forma significativa.

Para aprofundar seus conhecimentos sobre o uso do tanque em lona e entender como é possível economizar com essa técnica, siga em frente!

Melhor monitoramento da qualidade da água

A principal vantagem em começar a usar um tanque em lona é, com certeza, o aumento na produtividade. Um ciclo em um tanque desse tipo tem potencial para gerar uma criação três vezes maior. A intenção é sempre conseguir faturar mais. Mas há mais benefícios. Confira!

Redução de predadores

Não é apenas a produtividade que se destaca no uso do tanque em lona. A facilidade de se cuidar da água é outro excelente motivo para optar por esse tipo de viveiro. A lona permite um melhor monitoramento da qualidade da água, o que está diretamente relacionado à saúde dos peixes. 

Isso ocorre pelo fato de a água não entrar em contato direto com o solo, reduzindo a presença de larvas de insetos e outros parasitas dentro do tanque. Estudos já apontaram que, em aproximadamente um mês, mais de ¾ das larvas de peixes de um viveiro podem ser exterminadas em função da presença de insetos, além de outros predadores. Imagine o prejuízo que isso poderia causar.

Menos antibióticos

Além disso, o tanque em lona, por ser um ambiente mais limpo, evita ou diminui o uso de antibióticos na piscicultura. Sabe-se dos benefícios que esses medicamentos trazem na criação de peixes, porém, pouco se fala a respeito dos seus malefícios.

No entanto, hoje em dia já se sabe que o uso de antibióticos em excesso pode causar a contaminação do meio ambiente, além de contribuir para que bactérias mais resistentes surjam no local. Assim, o tanque em lona se torna uma opção mais sustentável, tanto do ponto de vista ambiental, quanto econômico — afinal, os custos com a compra dos medicamentos também deixam de existir.

Troca de água e aeração mais simples

Mais uma vantagem: a troca da água ocorre de forma mais fácil em um tanque em lona. Como o material não retém impurezas, o processo de manutenção da qualidade de água se torna mais simples.

O próprio processo de aeração também conta com facilidades, pois a lona ajuda a colocar a água em contato com o oxigênio. Como consequência, os peixes se desenvolvem melhor e o produtor vê o resultado em menos tempo, obtendo mais lucros.

Facilidade na construção do tanque

A utilização da lona facilita a construção de um tanque para criação de peixes. Se o criador opta por um tanque de terra ou alvenaria, há uma série de custos de material e mão de obra, seja para escavar o terreno, seja para construir a elevação necessária para o escoamento da água.

Geralmente, as espécies que melhor se adaptam a essa técnica são o pirarucu, o tambaqui, o pintado e o matrinxã, entre outros. Para se certificar a respeito, é necessário consultar técnicos em piscicultura.

Outra vantagem da técnica — e que está diretamente relacionada ao uso da lona como base para o viveiro artificial — é o melhor aproveitamento da ração. O alimento que fica no fundo do tanque não se mistura a outras impurezas, e os peixes conseguem alcançá-lo e consumi-lo, garantindo assim a sustentabilidade alimentar e o bom desenvolvimento das espécies. Além, é claro, do impacto positivo no bolso do criador.

Tipos de tanques que podem ser construídos com lona e

Mesmo aqueles criadores que já têm o seu tanque construído podem adaptá-lo para uma nova configuração. O revestimento com lona pode ser realizado em diversos tipos de tanque, sendo os mais comuns os formatos a seguir. Confira!

Tanques de terra

São tanques construídos, geralmente, em formato retangular, com fundo e paredes de terra. Sua vantagem é fornecer um ambiente mais natural para a criação de peixes — similar ao habitat desses animais.

No entanto, como já citado, a presença de predadores e a incidência de doenças — que exigem a aplicação constante de antibióticos — podem trazer prejuízos para a produção. O revestimento do tanque de terra com uma lona apropriada para a piscicultura torna o ambiente mais limpo, o que facilita a manutenção e traz ganhos no desenvolvimento das espécies.

Tanques de alvenaria

Um passo adiante em relação aos tanques de terra, os tanques de alvenaria costumam ser um ambiente mais livre de predadores e doenças. Construídos com cimento, concreto ou argamassa, às vezes podem ter um fundo de terra. Sua vantagem é oferecer menor riscos de erosão e necessidade de manutenção.

Com uma estrutura firme já pronta, esse tipo de tanque costuma trazer facilidades na hora de revestir com lona. Os benefícios são os mesmos: proporcionar um ambiente mais controlado e livre de infestações para a criação de peixes.

Tanques circulares

Os tanques circulares são utilizados para espécies específicas de peixe: matrinxãs, bagres, tilápias, lambaris e trutas costumam se dar bem nesse tipo de ambiente. Sua adaptação para um revestimento de lona também é viável, embora o mercado ofereça tanques circulares de lona já prontos.

O melhor tipo de lona para essa finalidade

Uma boa lona (manta ou geomembrana) para piscicultura deve ter algumas características específicas, que garantam sua qualidade e durabilidade, evitando a necessidade de trocas constantes.

O material deve ser produzido com PVC e pode ser acoplado ou não um tecido para proteger de objetos perfurantes como raízes e pedras.Outra característica importante que deve estar presente é a necessidade de serem produzidos com a capacidade de suportar a ação dos raios ultravioleta.

Agora que você compreendeu melhor as características do tanque em lona, os impactos que o material pode trazer para a produção e a potencial economia para os criadores de peixe, ficou mais fácil tomar uma decisão.

Entretanto, é possível economizar ainda mais. Confira nosso artigo sobre custos de alimentação da aquicultura e aprenda a reduzi-los!

 

 

Powered by Rock Convert