Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Mercado

Saiba mais sobre o sistema de recirculação de água na piscicultura

O sistema de recirculação de água na piscicultura é uma das alternativas mais práticas para ter economia nessa atividade. O ótimo custo-benefício desse mecanismo chama atenção e desperta a curiosidade de criadores, já que com ele é possível reduzir o desperdício de água.

Para começar a aproveitar as vantagens da recirculação, é preciso cuidar de alguns detalhes. A implementação do sistema exige alguns esforços e isso garante que tudo funcionará bem. Neste post, você entenderá melhor como funciona o mecanismo, quando ele pode ser útil e ainda confere algumas dicas para implementá-lo!

Saiba como funciona o sistema de recirculação de água

Em criações de organismos aquáticos, a qualidade da água tem impacto direto sobre o desenvolvimento dos peixes. Por conta disso, é importante manter uma rotina de renovação, o que garante a remoção de restos da ração para peixe que geram microrganismos prejudiciais. Nessa busca, o sistema de recirculação de água é uma ótima opção!

Ele funciona de maneira simples, em um mecanismo que recolhe a água em uso na criação, trata em um sistema apropriado e devolve esse volume inteira ou parcialmente. Para o criador, isso representa maior independência e agilidade nas suas atividades, já que toda recirculação acontece automaticamente.

Outro ganho significativo é a busca pela sustentabilidade. O reuso dispensa a busca por água em outras fontes, o que torna a atividade menos agressiva à natureza. De modo geral, isso também impacta a criação de organismos, tornando-a mais produtiva por um tempo prolongado.

Veja quando introduzir esse sistema

O sistema de recirculação de água na piscicultura é um recurso que criadores podem providenciar a qualquer momento. Essa necessidade tem muito a ver com os hábitos específicos que os peixes têm em sua criação.

O consumo da ração resulta em dejetos que podem prejudicar a qualidade da água, gerando riscos de contaminação. Isso depende, naturalmente, da intensidade do manejo na criação. Quanto mais ração para peixe é oferecida no dia, maior a necessidade de renovação da água no tempo certo.

Esse volume maior também representa o desperdício pelos próprios peixes. Eles deixam de consumir quando estão devidamente alimentados, e essas sobras também influenciam a qualidade água. Por conta disso, é ainda mais importante automatizar o tratamento da água com o uso da recirculação.

As restrições para as espécies de peixes

Um dos pontos mais positivos do sistema de recirculação de água na piscicultura é que ele não se limita a espécies de peixes. Qualquer tipo de organismo se adapta bem a essa prática, o que torna o mecanismo ainda mais útil para os criadores.

As consequências de não ter um sistema

Não ter um sistema acarreta maiores dificuldades de manter a qualidade da água. A longo prazo, isso pode tornar o ambiente mais prejudicial aos peixes, gerando toxidez dos resíduos presentes na água. Naturalmente, isso terá um impacto nas espécies, podendo causar até mesmo a morte de alguns animais.

A baixa qualidade e a toxidez da água também podem gerar uma influência negativa no ciclo de crescimento dos peixes. A ração oferecida acaba sendo contaminada e, quando ingerida, não leva às espécies os nutrientes necessários. Isso faz com que os peixes não se desenvolvam, atrapalhando o ciclo de criação.

Confira 5 dicas para implementar o sistema de recirculação

Implementar um sistema de recirculação de água na piscicultura passa por definir algumas boas práticas. Até mesmo para que ele funcione bem, é preciso adaptar os hábitos aplicados na criação de espécies. Uma boa estrutura e o trabalho de especialistas também são outros fatores indispensáveis.

A seguir, veja alguns pontos nos quais você deve prestar atenção para implementar o reuso de água de maneira eficiente!

1. Defina se o reaproveitamento é parcial ou total

Há a possibilidade de tratar o volume total da água dos tanques ou somente parcial. Essa decisão passa pelo nível de investimento que o criador deseja fazer no sistema, assim como seu acesso à água de qualidade.

O reaproveitamento parcial é também mais fácil de ser aplicado, já que isso exige menos do sistema. Se o produtor tem um tanque pequeno, naturalmente precisa de menos água, então teria que completar a criação com pouco volume a mais.

2. Adote um manejo adequado

É muito importante entender também que o sistema de recirculação depende de um manejo adequado. 

Tudo funcionará bem se a quantidade de ração, assim como a frequência de manejo, forem proporcionais ao volume de água. Quanto mais alimento, mais resíduos, fezes e urina. Se a quantidade for muita, o sistema de recirculação fica sobrecarregado e não funciona totalmente.

3. Desenvolva um sistema respeitando o espaço

As criações têm diferentes tamanhos, e isso influencia toda a estrutura utilizada para que elas funcionem. Um sistema de recirculação de água na piscicultura precisa ter força suficiente para tratar todo o volume utilizado naquela criação.

Por conta disso, certifique-se de que o seu sistema vai ser capaz de ser instalado no espaço que você tem perto dos tanques para peixe. Isso faz toda diferença e, se a área é reduzida, você não conseguirá implementar esse sistema de reuso.

4. Conte com a ajuda de especialistas

Por mais que você tenha bons conhecimentos sobre a criação, não necessariamente eles serão adequados para desenvolver o sistema por conta própria. Lembre que a execução errada pode ter consequências graves, colocando em risco todos os peixes.

Conte sempre com um profissional especialista nas instalações. Ele poderá projetar o melhor sistema de reaproveitamento da água, garantindo que o tratamento será o mais adequado e preservará as espécies.

5. Projete uma hidroponia conjugada

Uma oportunidade a mais de negócio é sempre bom! A água que não é mais útil aos peixes tem a quantidade suficiente de nutrientes para uma plantação. Por isso, você pode desenvolver um sistema conjugado, levando essa água para uma hidroponia.

Nessa plantação, você pode inserir frutas e vegetais, trabalhando também na agricultura. A água rica em nutrientes é de grande serventia a essa plantação, e aí pode estar uma excelente oportunidade de lucrar com outra atividade!

Um bom sistema de recirculação de água na piscicultura é fundamental para que produtores consigam utilizar menos recursos da natureza e não sofrer com limitações futuras. Além disso, geram muita economia e novas oportunidades de negócio.

Fique por dentro de mais conteúdos como esse regularmente: assine nossa newsletter e receba outros posts diretamente no seu e-mail!

 

Powered by Rock Convert