Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Negócios

Marketing Sensorial e sua importância atual

marketing sensorial olhos ouvido nariz boca tato

Marketing Sensorial

O marketing sensorial pode causar estranhamento para muita gente, mas é uma ferramenta de negócios amplamente usada.

Sabe quando você entra numa loja e tem um cafezinho quente para tomar? Pois é, isso é marketing.

Nesse artigo, a fim de ajudar lojistas e anunciantes a se comunicar melhor com sua clientela, exploraremos um pouco o marketing sensorial.

A marca e o produto

Todo e qualquer produto carrega consigo um logotipo. E nesse logotipo temos cores, personagens, imagens, enfim, elementos que trazem àqueles que se interessam pelo produto determinado sentimento.

Com a sua loja, seja ela uma barraquinha ou um espaço físico, ocorre a mesma coisa.

Entende-se por marketing sensorial a exploração dos sentidos (audição, visão, olfato, tato e paladar), como parte da estratégia de venda. Isso significa que, sim, os sentidos podem te auxiliar com vendas.

Os sentidos fazem parte do instinto natural dos homens, e é por isso que essa estratégia eleva seu produto, sua marca, a níveis de destaque se comparado com seus concorrentes. Lidamos com o subconsciente e com aquilo que há de mais natural em nós.

A Visão

Trata-se do marketing visual. O assunto é pura semiótica e se baseia em elementos como cores, iluminações, personagens, espaço para criar uma reação no público.

O vermelho, por exemplo, por se tratar de uma cor forte, ligado ao fogo, pode ser usado em propagandas como forma de alerta. Não à toa, sinalizações de trânsito (como a placa Pare) vem em vermelho.

O oposto do vermelho é o azul.

O azul pode ser utilizado quando o assunto é suavidade, calmaria, e não raramente o vemos em sabonetes, roupas de cama, produtos para casa, etc.

As cores, se bem usadas, constituem fortíssimos elementos de venda.

Agora que você já sabe como utilizar as cores, invista na sua comunicação visual comprando produtos Sanlux na Loja Sansuy.

Olfato

O uso de cheiros numa propaganda está totalmente ligado ao sistema límbico do cérebro, ou seja, a área do cérebro associada a memória e emoções.

É por isso que muitos lojistas usam perfumes em seus estabelecimentos como parte da estratégia de venda. É necessário, porém, fazer boas escolhas de cheiro e, na dúvida, optar sempre pelo clássico. O uso errado de determinado cheiro em sua loja pode criar efeito contrário.

Audição

Uma coisa é certa: todo ser humano gosta de música.

Uns preferem música clássica; outros, rock. Outros já são mais adeptos do sertanejo. E outros, do pop. Porém, a música agrada todos.

Citemos um exemplo dessa situação.

Uma loja que vende produtos de som voltado a DJs, pode colocar uma música eletrônica para tocar no estabelecimento. Já uma loja especializada em CDs de música clássica pode apostar em clássicos como Shostakovich, Bach, Beethoven, Chopin.

Saiba quem é seu público alvo.

Paladar

Sabe quando você entra numa loja e encontra um cafezinho para tomar? Isso também é marketing.

Não importa qual o seu ramo, ter um biscoito ou um café à disposição de seus clientes causa impactos positivos. Além do mais, café, chá ou biscoitos em seu estabelecimento podem evocar até duas sensações de uma só vez.

Comunicação é tudo. Fica aí a dica aos lojistas!

Continue lendo em nosso blog e veja porque o Outdoor nunca sai de moda!

E-book: Descubra as oportunidades do mercado de impressão no BrasilPowered by Rock Convert