Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

Etapas do processo de larvicultura do camarão

As fêmeas, quando ovadas, são retiradas e levadas para os tanques de manutenção de matrizes, onde são alimentadas e examinadas diariamente.

Visite a loja de fábrica Sansuy, clique aqui. 

Para realizar a larvicultura, o carcinicultor deve ter disponível água salgada e doce, que são misturadas de forma adequada, antes de serem fornecidas aos tanques de cultivo. Quando a propriedade situa-se longe da costa, a aquisição da água salgada encarece muito a produção. Nesse caso, utilizam-se sistemas fechados de circulação, que reciclam a água salobra, que pode ser preparada com a fórmula de água do mar artificial.

Em todas as fases, os camarões recebem alimentação artificial na forma de ração balanceada e peletizada, cujos tamanhos das partículas, quantidades e teores proteicos variam de acordo com a faixa etária dos camarões.

É preciso considerar que essa etapa (larvicultura) se caracteriza por ser um sistema intensivo. As larvas são criadas em tanques de tamanhos variados (1 a 10m3), abastecidos com água salobra (12% a 16%) e localizados em galpões. As condições de cultivo são controladas.

Acasalamento31

Pode-se iniciar a larvicultura com lotes de reprodutores ou diretamente com fêmeas ovadas. Quando já se dispõe de um plantel de adultos, é possível realizar uma seleção rigorosa dos reprodutores, escolhendo animais que produzem maior número de ovos e larvas e que apresentem maior número de carne e maior precocidade.

A maioria dos larvicultores usam algumas fêmeas ovadas escolhidas nos viveiros de engorda. Embora mais prático, esse método impede o aumento da produtividade através da melhoria do plantel.

O número de reprodutores utilizado depende da produção larval desejada; com uma estimativa aproximada, podemos admitir que fêmeas com um tamanho médio produzem 15.000 larvas. A reprodução induzida consiste na retirada do pedúnculo ocular de fêmeas, onde se encontra uma glândula produtora do hormônio inibidor do desenvolvimento sexual da muda. Os reprodutores devem ser rigorosamente selecionados. A preferência deve ser dada aos animais que apresentem coloração mais viva e carapaça enrijecida.

Incubação dos ovos e eclosão

As fêmeas são fertilizadas pelo macho após sofrerem a muda pré-nupcial. Em algumas horas, os óvulos são liberados e fertilizados após passarem pelo espermatóforo e se fixam sob o abdome até a eclosão.

As fêmeas, quando ovadas, são retiradas e levadas para os tanques de manutenção de matrizes, onde são alimentadas e examinadas diariamente. No momento em que apresentam ovos em adiantado estágio de desenvolvimento, são transportadas para os tanques de eclosão.

(Fonte: Tecnologia e Treinamento On-line)


Água e Consumo: a sua loja para reservatórios de água, tanques pipa e piscicultura.