Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Caminhoneiro

Encomendas de caminhões voltam a crescer

encomendas-de-caminhoes-volta-crescer

As encomendas de caminhões voltaram a crescer no país, mesmo com a crise econômica ainda afetando o mercado brasileiro.

De acordo com as montadoras MAN Latin America e Mercedes-Benz, o aumento da procura e principalmente das encomendas fechadas é um bom sinal. Isso significa maior faturamento, melhora salarial e contratações para atender às demandas.

A Mercedes-Benz, por exemplo, afirmou que vai fazer algumas recontratações para conseguir atender próximas demandas.

Crescimento nas encomendas

Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America, afirmou que o movimento confirma que está em curso uma leve retomada da atividade no país, como indicam os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre:

“A gestão de grandes frotas prevê idade média dos caminhões de dois a três anos. E prorrogaram muito a renovação da frota. Isso gera um custo de manutenção que, quando se coloca na ponta do lápis, não compensa.”, afirma Cortes.

De acordo com informações do comércio, a própria MAN Latin America vendeu 417 caminhões para a Ambev este ano.

Quem adquiri um caminhão deve ter também uma lona para segurança da carga. Clique aqui e compre na Loja Sansuy!

Exportações em alta

De janeiro a agosto, de acordo com os dados da Fenabrave, que reúne concessionárias, foram comercializados 30,8 mil caminhões, volume 10,71% menor que no mesmo período de 2016.

Este ano, a Anfavea estima aumento de 28,2% na produção de veículos pesados. As montadoras devem fabricar 101,5 mil unidades, a maior parte delas será de caminhões. Em vendas, a alta estimada é de 3,6%. Já as exportações devem crescer 23,8%.

A Volvo Latin America recontratou cem pessoas que haviam sido desligadas em 2016. As contratações ocorreram para atender às exportações. Hoje, a montadora exporta 50% de sua produção no Brasil para países da América Latina.

O presidente Wilson Lirmann afirmou que os novos funcionários trabalham por tempo determinado, que expira no fim do ano.

A Volvo opera, hoje, com um turno de produção e não está previsto criar outro. Nas cinco linhas em Curitiba (caminhões, chassis de ônibus etc.), trabalham 2.500 pessoas.

Gostou do nosso post? Então não deixe de ler o nosso artigo sobre 10 caminhões mais longos na Loja Sansuy!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert