Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Mercado

Doença está acabando com criação de camarão

Em maio uma doença devastadora chegou no Nordeste e trouxe prejuízos para os criadores de camarão. A mancha branca, como é conhecida no mundo inteiro, pode acabar com um viveiro em apenas um dia.

Embora a doença não tenha cura, é possível conviver com ela, segundo os especialistas. Controlar a densidade nos tanques é uma forma delas, embora a perda da produção seja algo quase que inevitável.

Como a doença chegou 

Existente desde os anos 90 no outro lado do mundo, a mancha branca sempre foi uma dor de cabeça para os aquicultores japoneses e chineses.
O primeiro indício no país foi em 2004, em Santa Catarina, e em pouco mais de 10 anos depois subiu para o Nordeste, chegando em 2014 no Rio Grande do Norte e em 2016 no Ceará.

Impacto na produção

É devastador e chega silenciosamente. O Globo Rural acompanhou um produtor com sua criação infectada, e o inconsolado rapaz chamado Cristiano viu sua produção caiu de 10 toneladas trimestrais para 2 toneladas.

Para que a doença não seja um problema na sua produção, invista em produtos de qualidade. Clique aqui e saiba mais.

“Uma tristeza. Eu ficava aqui na fazendo vendo morrer tudo em dois dias. No primeiro dia eu perdi 100 mil quilos. E no segundo dia mais de 50 mil quilos”, relata o produtor.

Segundo a reportagem, é possível conviver com o vírus através da densidade de camarões nos tanques. E foi o que Cristiano fez, pois com uma criação menor em seus tanques há menos competitividade e as chances de sobrevivência podem aumentar.

Consumo corre risco?

Fique calmo, pois consumir camarão infectado é totalmente seguro. O vírus não se manifesta no organismo humano, pois é exclusivo de invertebrados e infecta apenas camarões.

Portanto, mesmo com uma criação parcialmente infectada, os produtores podem comercializar os camarões. Só precisam estar atentos aos camarões que contém o vírus para que eles não reproduzam e continuem proliferando o vírus no viveiro.

Gostou dessa dica. Continue lendo em nosso blog sobre as vantagens de investir em transporte de água.