Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

Diferenças entre peixe de água doce e salgada

diferencas-peixe-agua-doce-e-salgada

As principais diferenças entre peixes de água doce e de água salgada diz respeito a quantidade de ômega-3 contida no organismo de cada um.

Ambos concentram riquezas de vitaminas e minerais, porém, os marinhos ganham em ácido graxo, a gordura boa e essencial que o corpo não produz.

Invista tanques, caixas e reservatórios de qualidade para criar seus peixes. Conheça esses e outros materiais da loja Sansuy aqui.

Conheça mais sobre cada um.

Diferenças nutricionais dos peixes de água doce

São peixes de água doce: a tilápia, o pintado, a truta e o pirarucu.

Entre seus nutrientes encontram-se fósforo, vitamina B12, selênio, vitamina B6, potássio e outros. São conhecidos por ajudarem no metabolismo, na prevenção de câncer, e outras doenças, no fortalecimento do sistema imunológico e dos cabelos.

Diferenças nutricionais dos peixes de água salgada

São peixes de água salgada: linguado, atum, sardinha e salmão.

Esses são os ricos em ômega 3, que ajuda nas funções do cérebro e do coração. A gordura boa que contém nessas carnes atua na redução do colesterol e, assim como na dos peixes de água doce, fortalece a imunidade.

É importante saber que…

O preparo também influência muito na obtenção dos benefícios dos peixes. O cliente deve evitar muitos condimentos, a melhor opção é prepara-los grelhados, cozidos ou assados.

Algumas propostas culinárias podem anular o sabor e a qualidade nutritiva do animal que se mostra fundamental para a manutenção da saúde.

Além do prazer que sabor proporciona, o consumidor está adquirindo iodo, cobalto, cálcio e fósforo. Esses minerais são essenciais para os ossos, para a obtenção de energia e absorção de glicose.

Os micronutrientes, presentes em determinadas espécies e encontrados nas vitaminas A e B, agem no processo metabólico, também nos carboidratos, proteínas e lipídios. Nem todos têm excesso de Vitamina D, mas os que possuem ajudam nos dentes, na formação de cancros e nos ossos.

Por isso, invista nos peixes, tanto para o consumo quanto para o comércio. A procura é grande e os benefícios são variados (com resultados a longo prazo).

Conheça em nosso próximo post mais informações sobre a criação em cativeiro, uma boa alternativa para investimentos.