Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

Como criar iscas para pesca

Pode-se cultivar iscas vivas em instalações formadas por lagoas, lagos, açudes, usinas hidrelétricas, viveiros ou tanques. Lagos, lagoas, hidrelétricas ou açudes são ambientes naturais para cultivo de iscas. Já os tanques, são tipos de reservatórios que possuem o fundo revestido em alvenaria. Também se usa muito caixas d’água como reservatório, e também o tanque-rede: gaiolas que boiam na superfície d’água, mantendo as iscas em seu interior.

Não é necessário começar com um grande reservatório, mas para determinar os elementos necessários ao cultivo de iscas vivas, dê preferência aos peixes nativos, que se reproduzem facilmente, já são bem adaptados e que já são amplamente utilizados como isca no país.

Para o cultivo de iscas em tanques, os itens básicos necessários são: tanques com tamanhos que podem variar entre 200 a 1600 metros quadrados (ou mais), que podem ser feitos sem proteção das bordas ou de alvenaria, nos quais serão colocados os peixes reprodutores; caixas d’água com capacidade de mil litros, nas quais serão feitas as reproduções dos peixes; caixas d’água de aproximadamente 200 litros, que servirão de incubadoras; caixas d’água de 100 litros que servirão para fazer os filtros de areia; caixas d’água de 5000 litros que serão utilizadas no sistema trocador de calor.

Ainda serão necessários alguns equipamentos para compor a estrutura. Equipamentos que farão a circulação, filtragem, circulação, oxigenação da água dos tanques, equipamentos para manter e controlar a temperatura e o PH da água. Dentre esses equipamentos, pode-se citar: um aparelho para medir a temperatura e o nível de oxigênio da água, chamado oxímetro; e um aparelho para aferir o PH da água, chamado peagômetro; um filtro biológico para reter as partículas maiores provenientes dos tanques, como escamas, restos de ração, etc; filtros de areia; sistema trocador de calor para manter a água na temperatura adequada a cada espécie; bombas trifásicas responsáveis pela aeração da água;Um gerador para evitar perdas em caso de queda de energia; um compressor que fará a circulação da água.

Os tanques maiores onde são colocados os peixes reprodutores (200 m2 ou mais) podem ser: viveiros de barragem, viveiros de derivação, açudes ou reservatórios de usinas hidrelétricas. Dependendo do tipo de cultivo, nessas instalações podem ser utilizados, ainda, tanques-rede para proteger as iscas de predadores. Nos tanques ao ar livre é necessário apenas possuir o terreno apropriado e bombas para fazer a aeração da água.

É valido ressaltar que os itens da estrutura apresentados aqui são apenas um exemplo que serve de base para que o empreendedor possa orientar suas ações. A estrutura e a quantidade dos equipamentos (caixas d’água, bombas, filtros, etc) necessários para o cultivo de iscas variam muito conforme a quantidade a ser produzida, o local de cultivo, as características climáticas da região, a capacidade de investimento do empreendedor e, principalmente, em função do tipo de peixe que será cultivado, pois cada peixe requer cuidados específicos que precisam ser previamente observados para planejar a estrutura do negócio.

(Fonte: SEBRAE)


Água e Consumo: a sua loja para reservatórios de água, tanques pipa e piscicultura.