Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Mercado

Cacusso ganha destaque e pode ser alternativa

O Cacusso, espécie produzida na Angola, teve uma queda de produção por falta de ração no mercado.

Também foi informado que o país deve produzir mais de 20 mil toneladas de tilápia.

As informações foram cedidas pela Direção Nacional da Aquicultura.

O mercado da piscicultura da Angola vivia uma forte crise durante o ano de 2016.

Durante um fórum empresarial, representantes do setor informaram que a crise foi superada.

Porém, algumas espécies de peixe acabaram sofrendo uma queda!

Crise na industria de ração

Existem várias fábricas de ração para peixes na Angola.

No ano passado, o mercado não foi capaz de suprir a demanda de ração exigida pela maioria dos empreendedores no setor de cultivo de peixe.

Antonio Silva, representante da Direção Nacional da Agricultura, afirma que as fábricas são capazes de produzir por ano 50 mil toneladas.

A espécie Cacusso, foi a que mais sofreu durante a crise do anos passado. Para evitar a crise na sua produção, veja aqui como investir com produtos de qualidade.

A Direção Nacional ainda afirmou que para esse ano a produção de ração  será eficaz, e vai dar oportunidade de produzir pelo menos 20 mil toneladas de peixe.

Os empreendedores da piscicultura no país afirmam que para produzir essa quantidade de peixe é necessário pelo menos 45 mil toneladas de ração.

Piscicultura na Angola

A Angola cresceu no mercado de pescado a partir de 2015, quando começaram os investimentos no setor.

Sua produção anual é de 47 mil toneladas de peixe de variadas espécies.

Este ano, o foco está no aumento da produção de Cacusso.

Para que isso realmente aconteça, o país fechou uma parceria com a Coreia do Sul para a construção de um Centro de Desenvolvimento Tecnológico capaz de auxiliar o mercado.

Se você está interessado em mais notícias sobre piscicultura, continue navegando no nosso blog!