Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

4 dicas para povoamento em tanque-rede

4-dicas-para-povoamento-em-tanque-rede

Povoamento em tanque-rede é um assunto de grande importância.

Muito se tem falado sobre os benefícios da aquicultura à economia do país. Em 2016 o Brasil produziu 640,510 toneladas de peixes, sendo Paraná, Rondônia e São Paulo os estados que mais produziram, respectivamente.

E a propensão é aumentar cada vez mais, dado o surgimento de novos piscicultores a cada dia.

No total, a atividade gerou R$ 4,3 bilhões de reais em 2016, gerando, ainda, um milhão de empregos diretos e indiretos. Esses números atraem cada vez mais produtores e famílias que investem na criação.

E você, tem interesse em investir? Confira aqui nossos produtos de qualidade para sua criação.

Complemento de renda

Acrescido ao benefício que a piscicultura gera na renda de muitas famílias brasileiras, sua prática, se comparada às demais atividades, conta com um início simples.

Uma vez consolidado o anseio de iniciar-se na piscicultura, o positivo é que o investimento inicial é baixo, pois, se ponderarmos tudo que realmente é preciso para dar início à prática, é um tanque e água.

Apesar de encontrarmos pelo mercado tanques com os mais distintos preços, o tanque-rede é a opção mais barata. Porém, o ramo merece atenção e cuidado, visto que manejos inadequados podem trazer uma série de complicações, comprometendo o criadouro.

Para isso, listamos abaixo alguns cuidados necessários no povoamento em tanques-rede:

Orientações sobre povoamento em tanques-rede

4 dicas para povoamento em tanque-rede

Regulamentos

Antes de começar a pôr a mão na massa, o produtor interessado deve tomar ciência dos pormenores que envolvem a atividade.

Conscientize-se das normas regulamentadoras, da disponibilidade de insumos e dos canais de comercialização da sua região.

Entrega dos animais

O primeiro contato do produtor interessado se dá no momento em que se adquire os animais para o tanque.

Por isso, atente-se à saúde em que eles chegam.

Avalie as condições sanitárias em que eles se encontram.

Cuidado com a água em sua piscicultura

A água é o item mais importante na piscicultura; dessarte a qualidade dela determina a qualidade de seu criadouro.

Tenha em mente que cada espécie de peixe possui suas próprias particularidades, coisas que determinam, às vezes, até a temperatura da água.

Banho de sal

Uma maneira de derrogar com o stress fisiológico de seus peixes é colocando um pouco de sal na água.

O sal é positivo no criadouro, pois mitiga quaisquer enfermidades que assola o peixe.

O recomendado por especialistas é de 5 a 10 gramas de sal por litro de água.

Gostou deste artigo? Então continue lendo o nosso blog e confira também como investir na piscicultura e obter lucro.